ENTERTAINMENT
KRYSSE MELLO

 

Krysse Mello é produtora executiva e co-fundadora da Barry Company. Ao longo dos anos, acumulou uma longa lista de prêmios nacionais e internacionais em sua carreira dentro da área de publicidade. Atualmente, também assina produções para cinema e TV. 

É coprodutora do filme "Faroeste Caboclo" [estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Toronto] e “Eduardo e Mônica”, ambos dirigidos por René Sampaio, do curta-metragem “Edifício Tatuapé Mahal", de Carolina Markowicz e Fernanda Salloum, do documentário “Paratodos", com direção de Marcelo Mesquita, da série “Impuros”, produção para o Fox Premium, e do longa-metragem “O Pequeno Mal”, dirigido por Lucas Camargo de Barros e Nicolas Thomé Zetune, [estreia mundial no FIDMarseille 2018].

MARIANA RICCIARDI

 

Produtora Executiva da Barry Company, é gestora da divisão de entretenimento da empresa, com liderança em todas as etapas de produção dos projetos, captação de recursos, relações públicas e negócios do departamento.

Esteve a frente de obras em longa-metragem como o renomado drama “Infância Clandestina”, de Benjamín Ávila, uma coprodução entre Argentina, Espanha e Brasil, pré-indicada ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2013 e que contou com passagem por festivais como Cannes, Toronto, San Sebastian, além de lançamento comercial em cerca de 60 países.

Foi também produtora executiva da Unidade Brasileira do filme "This Is Not a Ball", de Vik Muniz e Juan Rendón, pré-indicado ao Oscar de Melhor Documentário em 2015. Ricciardi também é produtora do longa-metragem “O Pequeno Mal", de Lucas Camargo de Barros e Nicolas Thomé Zetune, que teve sua estreia mundial na recente edição do FID Marseille  O documentário “Paratodos”, por Marcelo Mesquita e o telefilme “Amor ao Quadrado”, com direção de René Sampaio, uma parceria com a Globo Filmes que foi destaque de audiência da programação de final de ano da TV Globo, são algumas das últimas realizações da produtora a frente da Barry Company.

Seu nome está relacionado a produções como a terceira temporada da série “Lilyhammer” – Netflix; “Gorila”, de José Eduardo Belmonte; “Heleno”, de José Henrique Fonseca; “Abismo Prateado”, de Karim Aïnouz; “Amor em 4 Atos”, por Bruno Barreto, Roberto Talma e Tadeu Jungle – microssérie para a Rede Globo; “Amanhã Nunca Mais”, de Tadeu Jungle; “Natimorto”, de Paulo Machline; “Cabeça a Prêmio”, por Marco Ricca, entre outras realizações em cinema e TV.

Em outubro próximo, estreia a série “Impuros", uma coprodução com a FOX para o canal FOX Premium, onde Mariana assina supervisão dramatúrgica e produção da obra.

RENÉ SAMPAIO

 

Seu primeiro longa-metragem “Faroeste Caboclo”, uma coprodução da Globo Filmes, conquistou o público de mais de 1.500.000 espectadores nos cinemas. O filme foi o grande vencedor do 13º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, em sete categorias, incluindo Melhor Filme de Ficção. “Faroeste Caboclo” recebeu ainda o 10º Prêmio Fiesp do Cinema Brasileiro [2014] como Melhor Filme, bem como o reconhecimento internacional com o Prêmio Especial do Júri em Direção, no Festival de Dallas. 

Na TV codirigiu a série “Dupla Identidade”, vencedora do prêmio Globo Entretenimento, escrita por Glória Perez e sob direção de núcleo de Mauro Mendonça Filho. Sua última realização foi o telefilme “Amor ao Quadrado”, exibido no dia 24 de dezembro de 2016, uma parceria Globo e Globo Filmes. 

Em 2018, estreia a primeira temporada da série “Impuros”, dirigida em parceria com Tomás Portella para o canal FOX Premium. Em 2019, lançará nos cinemas seu segundo longa-metragem “Eduardo e Mônica”, baseada na música homônima de Renato Russo, coproduzido pela Globo Filmes e que será distribuído pela Downtown filmes.

Agenciado internacionalmente pela Paradigm, é reconhecido também como diretor de curtas metragens e comerciais tendo dirigido mais de 400 filmes publicitários. Entre os mais de 40 prêmios que seus comerciais receberam destacam-se um Leão no Festival de Cannes, 4 prêmios Profissionais do Ano e o Sol de Oro no Fiap.